Agenda

dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Natal dos menores da Funase

Natal da FUNASE

Natal da FUNASE

O reverendo Ricardo Santos oficiou, no dia 19 de dezembro, o Culto de Natal dos jovens do CASEM1 da FUNASE, no Recife. O trabalho de capelania carcerária faz parte do Projeto “Liberdade, Arte e Vidas Transformadas”, desenvolvido pelo reverendo e apoiado pela Paróquia do Bom Samaritano, da Diocese Anglicana do Recife, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB).

“No culto festivo falamos para os jovens do Cristo da manjedoura que é o mesmo da cruz, e do verdadeiro sentido do Natal”, relatou o Reverendo Ricardo Santos. Logo após o encerramento do culto, foram entregues kits aos menores da unidade de semiliberdade.

Mensagem de Natal do Bispo Primaz

Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Romanos 14:17

Aos Bispos, ao Clero e ao Povo da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil,

Saudações em Jesus Cristo!

A profecia do terceiro domingo de Advento nos apontou um modelo de sociedade no qual prevalece os valores da Justiça, da Paz e da Alegria. Nada mais contraditório do que lermos estas passagens e compararmos com a sociedade que enxergamos ao nosso redor. Nossa sociedade está cada dia mais materialista, consumista, imediatista. Tudo se converte em coisa, mercadoria. A linguagem da generosidade e da solidariedade tem sido substituída pela linguagem da violência. Parece criar a sensação de que não temos mais esperanças de vivenciar os valores da plena humanidade e da solidariedade entre povos, nações, religiões, gênero e classes sociais.Além disso, vivemos diariamente o drama de uma sociedade que se desumaniza a passos cada vez mais largos. Uma moderna Babel dividida entre os poderosos e os excluídos.

A Igreja é chamada a viver com firmeza a contracultura que nos é proposta pelo Menino Deus. É ele que vem destronar os poderosos e aqueles que regulam o mundo à luz de suas próprias cobiças. É ele que vem afirmar que os oprimidos é que sentarão à mesa de Deus e vivenciar a beleza e a alegria das bem-aventuranças! O projeto de Deus é de que vivamos a vida plena, abundante. É um menino que nasce na periferia do mundo que vem assegurar que, apesar da aparente impunidade e autoconfiança do modelo que nos circunda, é possível proclamar que a Justiça e a Paz prevalecerão. Esta é a razão de ser da Igreja: anunciar que uma nova sociedade é possível! Leia mais

Celebração em Ação de Graças pelo primeiro ano de Episcopado de Dom João Peixoto

Celebração do primeiro aniversário da sagração de Dom Peixoto

Celebração do primeiro aniversário da sagração de Dom Peixoto

O primeiro ano de Sagração Episcopal do Bispo da Diocese Anglicana do Recife, Dom João Cancio Peixoto, foi comemorado no domingo, 14 de dezembro, com uma Celebração Eucarística de Ação de Graças na Catedral Anglicana da Santíssima Trindade. A pregação foi feita pelo Deão, Reverendo Sérgio Andrade. Participaram também da celebração os reverendos Félix Batista Filho e Ruy Albuquerque, além do coordenador do SAET, David Lira.

Ao final, o bispo diocesano fez um rápido balanço do seu primeiro ano de episcopado à frente da Diocese Anglicana do Recife. Foram 19 viagens interestaduais, 144 atendimentos no escritório diocesano, 58 participações em celebrações eucarísticas, 50 confirmações, 3 ordenações presbiterais, 1 reconhecimento de ordens, 1 ordenação diaconal, 3 instituições ao ministério leigo, 21 reuniões e instalação de 7 novas comunidades. Dom Peixoto anunciou ainda que três novas comunidades estão em processo de formação na DAR: nas cidades de Aurora,no Ceará, Arcoverde,Pernambuco e outra no Recife. A perspectiva é de que no concílio de 2015, tenhamos 26 comunidades, ou seja, o dobro do número desde que assumiu a diocese em 14 de dezembro de 2013.

Paróquia promove Pousada do Advento em Salvador

A partir desta segunda-feira (15) até o sábado (20), às 19h, a Paróquia Anglicana do Bom Pastor (Salvador-BA) realiza a Pousada do Advento, onde os participantes tentam recriar a jornada de José e Maria, de Nazaré até Belém. Ela é feita durante as quatro semanas antes do Natal. No caso da Paróquia Anglicana do Bom Pastor, houve uma adaptação para que o encontro aconteça na semana que antecede o Natal.

Nesse tempo, cada família da comunidade participa de uma visita a outra família, carregando objetos para ilustrarem a liturgia. São usados a figura de José e Maria – podendo ser uma quadro – além de uma coroa e uma vela. Na abertura, o anfitrião diz o significado em receber os pais de Jesus no seu lar e todos se confraternizam. “É um pequeno encontro com uma liturgia simples, e estávamos planejando fazer desde o ano passado”, conta a Ministra Leiga Bianca Daebs.

Tráfico de pessoas: uma breve reflexão teológica

A Comissão de Direitos Humanos da Diocese Anglicana da Amazônia resolveu apoiar a realização de um painel informativo sobre o tráfico de pessoas, na Catedral de Santa Maria, Belém – PA, manifestando assim seu completo repúdio a essa violência contra o ser humano. Uma atitude ousada por se tratar de um crime organizado com dimensões internacionais, um mercado que movimenta 35 bilhões por ano,  e sobre o qual a sociedade mantêm um “pacto silencioso de reprovação moral e aceitação prática”[1], especialmente na nossa região Amazônica. Todavia, a Comissão tomou está decisão acreditando que faz parte da vocação profética da Igreja denunciar todos os absurdos que se cometem contra a humanidade e a vida no planeta.

No entanto, esse silêncio tem sido de alguma forma quebrado, desde o início deste século que o tráfico de pessoas vem cada vez mais chamando a atenção de autoridades nacionais e de organismos internacionais. Como resultado disso foi constituída uma Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) na Câmara Federal. A mesma coisa acontecendo na Assembleia Legislativa do Pará com o objetivo de “investigar o Tráfico de Seres Humanos no Estado do Pará para fins de exploração sexual, trabalho escravo, remoção e comércio de órgãos”[2]. O tema também ganhou mais visibilidade na sociedade ao ser abordado pela autora Glória Perez numa novela da Rede Globo de Televisão, Salve Jorge.

O Estado brasileiro possui muitas deficiências para enfrentar esse problema devido a ausência de políticas públicas e de legislação específica. Até mesmo para definir esse crime ainda nos valemos de um documento das Nações Unidas, chamado Protocolo de Palermo, no qual o tráfico humano é definido como sendo “o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou uso de força ou a outras formas de coação, ao rapto, a fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou a entrega ou à aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre a outra para fins de exploração”[3].

Fica claro, logo de início, que para enfrentá-lo de fato precisamos de ações conjuntas e bem articuladas, pois trata-se de uma questão complexa que fere a dignidade do ser humano e exigindo uma abordagem multidisciplinar. Consciente disso, neste texto não pretendo invadir a área de outros especialistas e nem apresentar os dados levantados pelas diversas comissões parlamentares que têm se debruçado sobre casos concretos, minha única pretensão aqui é contribuir com uma breve reflexão teológica que respalde a prática das pessoas de boa vontade que se unem contra as injustiças na construção de um mundo melhor. Leia mais

Ordenação Presbiteral da Reverenda Lilian Conceição Lira

Ordenação Presbiteral da Revda. Lilian Lira

Ordenação Presbiteral da Revda. Lilian Lira

O Bispo da Diocese Anglicana do Recife, Dom João Câncio Peixoto ordenou ao presbiterado, no sábado 29 de novembro,na Catedral Anglicana da Santíssima Trindade, a Reverenda Lilian Conceição da Silva Pessoa de Lira. A celebração contou com a presença de familiares, amigas e amigos da reverenda, muitas pessoas vindas de longe, como representações da Diocese da Amazônia, Distrito Missionário do Oeste, Diocese de São Paulo, contando também com o Rev. Stephen James Taylor, que trabalhou durante muitos anos na Diocese Anglicana do Recife e atualmente reside em Londres.

A mestra de cerimônia foi a Revda. Marinez dos Santos Bassotto, Deã da Catedral Nacional em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, e Custódia do Livro de Oração Comum da IEAB. A homilia foi feita pela ministra pastoral Bianca Daebs, da Paróquia Anglicana do Bom Pastor, Salvador-BA. Vários reverendos e reverendas da Diocese Anglicana do Recife estavam presentes, bem como uma representação da Comunidade da Liberdade, de Jaboatão, onde a Reverenda Lilian atua pastoralmente.

A reverenda Lilian Conceição da Silva Pessoa de Lira é natural do Recife, filha de Maria José Pereira da Silva e de Antônio José da Silva, falecido em 2008, e casada com David Pessoa de Lira Lira, coordenador acadêmico do SAET. Ingressou na Igreja Anglicana aos 24 anos, em 1994, depois de passagens pela Igreja Católica Romana e Assembleia de Deus. Tem títulos de Mestrado e Doutorado em Teologia pela Faculdade EST, em São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Militante do Movimento Negro junto ao Centro Ecumênico de Cultura Negra (CECUNE), de Porto Alegre, onde viveu mais de uma década. Milita também na prevenção e enfrentamento à violência de gênero contra as mulheres, objeto do seu doutorado em Teologia.

Mensagem de Advento 2014 do Bispo Primaz

Irmãos e Irmãs,

“Digo isto porque sabemos tempo que já é hora de vos despertardes do sono; porque agora está mais perto de nós a salvação, do que quando recebemos a fé”. (Rom 13:11)

O Advento é tempo de preparação. A Igreja celebra cada ano esta quadra que deve significar para nós um momento de mergulho para dentro de nós mesmos e percebermos até onde estamos preparados para receber o “Bendito que vem em nome do Senhor”! A coleta do Primeiro Domingo do Advento nos exige rejeitar as obras das trevas e vestirmos das armas da luz o que parece ser uma linguagem militar, de confronto claro, onde não é possível se ficar neutro. Para alguns isso pode parecer uma linguagem exagerada! Mas, dispensando o imaginário de uma batalha literalmente renhida, o Advento é tempo de deixarmos claro que projeto de vida e de sociedade o Principe da Paz deseja para a humanidade.

Nossa sociedade está estruturada sobre uma ideologia do consumo e da coisificação de tudo. Estamos assistindo uma excêntrica exploração da festa do Natal pelos poderosos deste mundo. Vivemos um espécie de síndrome de Herodes. Explico: o interesse de Herodes de ver o Menino não era para adora-lo, como disse aos Magos. Assim também o mercado não quer saber de Jesus. Quer saber de lucro, de consumo. O que menos importa é o Menino. Aliás, muitos meninos e meninas, como Jesus, estão jogados à própria sorte em nossa sociedade. Meninos e meninas não interessam, a menos que sejam consumidores! Leia mais

CAMPANHA DOS 16 DIAS DE ATIVISMO PELA SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

MENSAGEM DO BISPO PRIMAZ E DA COMISSÃO DE INCIDÊNCIA PÚBLICA
CAMPANHA DOS 16 DIAS DE ATIVISMO PELA SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

Estamos vivendo mais uma Campanha que tem tido alcance mundial. Trata-se da Campanha de ativismo contra a violência de Gênero que tem mobilizado Igrejas – nossa Igreja Anglicana tem assumido esta Campanha – ONGs, Movimentos Sociais e Organismos Ecumênicos.

Precisamos continuar erguendo nossas vozes contra a violência institucionalizada contra as mulheres no mundo inteiro. Aqui no Brasil, mesmo com avanços nas políticas afirmativas, ainda somos um país que ocupa vergonhoso posto de país onde a violência contra as mulheres alcança níveis insuportáveis.

Dia a dia, em nossa sociedade construída sobre padrões de comportamento machista, vemos a continuidade do feminicídio, da exclusão das mulheres ao acesso ao mercado de trabalho, da desigualdade salarial, da exclusão de políticas públicas de saúde, entre tantos outros desafios que parecem crescer a uma velocidade exponencial e cujas soluções e enfrentamento se dão ainda de forma lenta e com raríssimos sucessos.

A IEAB tem afirmado seu compromisso claro de enfrentar o problema da violência contra as mulheres. O SADD tem sido um uma importante âncora no processo de conscientização e educação da Igreja sobre este tema. No entanto, reconhecemos que sozinho(a)s não temos logrado os avanços concretos que desejamos. É necessário juntar forças com a sociedade civil e com outros atores políticos e sociais para que esta mancha que envergonha nossa sociedade possa ser eliminada. Leia mais

Um novo lecionário para o povo da IEAB

Irmãos e Irmãs

“E mais, que o povo (ouvindo as Escrituras Sagradas lidas na Igreja) pudesse aprofundar-se cada vez mais no conhecimento de Deus, e ser contagiado pelo amor da sua verdadeira religião”.
Prefácio do LOC de 1549

Tenho a imensa satisfação de anunciar que neste tempo de começo litúrgico de um novo ano, a IEAB passa a usar o Lecionário Comum Revisado. A Comissão Provincial de Liturgia (*) está ultimando as revisões dos ofícios que estarão contidos no novo LOC brasileiro, programado para ser lançado no mês de Junho de 2015. Quero parabenizar todos os membros dedicados desta Comissão que não tem medido esforços para atender a demanda de toda a Igreja que é ter em suas mãos um novo LOC, revisado, ampliado, e atualizado teológica e culturalmente à realidade brasileira. Todo este processo tem recebido o aval da Câmara dos Bispos, do Conselho Executivo e do próprio Sínodo de nossa IEAB.

Neste processo rico de aprendizado e de produção de uma liturgia bem brasileira, a Igreja tem experimentado, nas dioceses e nos eventos provinciais, as liturgias eucarísticas com linguagem apropriada, inclusiva e mais próxima possível do jeito brasileiro de celebrar a nossa fé anglicana.

Ao lado dos Ofícios em suas múltiplas relações com a vida comunitária e individual e do Saltério, com sua poesia litúrgica dos Salmos da Bíblia, temos uma importante ferramenta que educa a Igreja em seu dia a dia: o Lecionário. Nele encontramos as leituras apropriadas para os ofícios eucarísticos, dominicais e também para as devoções diárias. Por isso, e também abraçando a riqueza ecumênica, a IEAB, com expressa autorização da Câmara dos Bispos, adota com alegria o Lecionário Comum Revisado.

Construído ecumenicamente durante um longo processo, O Lecionário Comum Revisado hoje é adotado pela grande maioria das Igrejas Cristãs que estão em diálogo umas com as outras para permitir que assim todos possamos celebrar da forma mais sinérgica possível a liturgia da Palavra e os temas chaves do Ano Cristão. Leia mais

Ordenação ao Diaconato de Ruy Albuquerque

Ordenação diaconal de Ruy Albuquerque

Ordenação diaconal de Ruy Albuquerque

Foi motivo de festa e alegria para a Catedral Anglicana da Santíssima Trindade a Ordenação ao Diaconato, no domingo 16 de novembro, de um dos seus membros, o Ministro Pastoral Ruy Farias Soares de Albuquerque. A cerimônia de ordenação, no Culto Eucarístico das 10 horas da manhã, foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom João Câncio Peixoto Filho, tendo como pregador o Reverendo Deão Sérgio Andrade, mestre de cerimônia Rev. Edson Pimentel e a participação dos reverendos Félix Batista Filho, Gustavo Gilson e Lilian Lira.

O novo diácono da Diocese Anglicana do Recife, Ruy Albuquerque, foi instituído Ministro Pastoral em 2001, na Catedral da Santíssima Trindade, onde exerceu, por todos esses anos, a função de Capelão Hospitalar. Bacharel em Relações Públicas e Teologia, Ruy trabalha profissionalmente como consultor e avaliador de imóveis. Durante sua caminhada na Igreja, participou do primeiro Cursilho da Igreja Episcopal Anglicana na América Latina, do sexto Encontro Matrimonial Anglicana e Nono Encontro de Casais com Cristo, além de ter realizado vários cursos extracurriculares de formação teológica. O Diácono Ruy Albuquerque é casado com Tereza Cristina Vaz de Albuquerque, de quem recebeu a estola diaconal durante a cerimônia de ordenação, e pai de três filhas, Ana Cláudia, Juliana e Luciana.