Exodus abandona a “terapia reparativa” para homossexuais

Fonte: Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC)

Nova Iorque – Exodus International, apontada por críticos como uma organização homofóbica,não trabalhará mais pela “cura” da homossexualidade e abandonará a “terapia reparativa” porque não há comprovação de sua eficácia e por entender que ela não integra a “mensagem bíblica”.A reviravolta radical de Exodus foi anunciada na semana passada pelo seu presidente, Alan Chambers, durante a 37a. Conferência da organização.

Chambers argumentou que a terapia reparativa pode dar falsas expectativas a quem espera se “curar” da homossexualidade e que a organização está se desvencilhando dessa abordagem por achar que não se trata de uma mensagem bíblica. “Só porque você se torna um cristão, nem sempre suas lutas vão embora”, admitiu Chambers, segundo The Christian Post.

Doravante, ao invés de incentivar igrejas a formarem grupos de terapia reparativa, a Exodus proporá a atração de homossexuais para os cultos e demais atividades. Essa nova abordagem, argumentou Chambers, “é mais centrada em Cristo”.