O SADD-IEAB e o Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Por Lilian Conceição de Lira

2013 tem se constituído como um ano de Ativismo do Serviço de Diaconia e Desenvolvimento da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (SADD-IEAB) pelo Fim da Violência contra as Mulheres, pois voltamos nossos esforços e nossa atenção integral à elaboração, publicação, lançamento, divulgação e capacitação de lideranças da nossa Igreja em todo o Brasil, sobre como pode e deve ser nossa Diaconia Social e Política como Prevenção e Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.

A 1ª edição da publicação “Prevenção e Enfrentamento à Violência contra as Mulheres” teve 1.000 exemplares impressos e tem se constituído como um instrumento didático-pastoral importantíssimo para a nossa formação em toda a IEAB. A publicação é resultado da parceria entre o SADD e a Christian Aid. Os conteúdos da publicação foram traduzidos para as línguas inglesa e espanhola, na perspectiva de alcançarmos comunidades anglicanas de outras partes da Comunhão Anglicana. Tudo isso graças aos esforços coletivos de pessoas e entidades parceiras que têm acolhido todas as iniciativas decorrentes desta ação.

As 9 Dioceses e o Distrito Missionário da IEAB têm promovido encontros, oficinas, agendas diversas nas quais tem sido pautado o tema que tem despertado à Igreja para um testemunho concreto de intervenção social a partir de sua realidade local, assumindo que a violência contra as mulheres é um mal que também se encontra dentro das comunidades religiosas e que deve ser combatido e transformado, de modo que seja possível uma vida plena para todas as pessoas, dentro e fora da Igreja.

O mais surpreendente durante este processo tem sido o compartilhamento de dons e talentos, saberes e conhecimentos, desejos e sonhos, testemunhos de vida e superação, que nos tem servido a todas as pessoas partícipes dessa permanente Campanha como estímulo e fortalecimento para que sigamos em frente, conscientes de que estamos no caminho certo e que cada pessoa tem um papel fundamental na implementação de ações de sensibilização, prevenção e enfrentamento. Cada pessoa que chega e se soma, apercebe-se mais fortalecida e consciente de não estar sozinha e que esta é uma causa que nasce do coração de Deus, que tem Seu Corpo mutilado e violado diariamente, a cada vez que uma mulher é violentada e mutilada. Continue lendo “O SADD-IEAB e o Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”