XXXII Concílio Diocesano

Entre os dias 15 e 18 de junho de 2017, no Centro Anglicano de Convivência Cristã, aconteceu o XXXII Concílio da Diocese Anglicana do Recife. O concílio que teve por tema “A Fé bem provada produz Perseverança” (Tg 1.3) foi marcado pelo sentido de união entre os irmãos e irmãs, nossa história e a forte presença do Espírito Santo.

A celebração de abertura, que teve a recepção a nossa Comunhão do Sr. Antônio Amaro do N. Filho, foi marcada pelo sermão do Revmo. Bispo da Diocese Anglicana do Recife, Dom João Câncio Peixoto Filho. Em seu sermão o Diocesano resgatou, a partir do tema do Concílio, a história de perseverança de nossa diocese no compromisso com o seguimento de Jesus. “Por sobre as distensões e dificuldades, Deus tem nos capacitado para o serviço ao Reino de Deus nesta Diocese”, disse o Bispo.

Os dias de sexta e sábado foram reservados ao trabalho de revisão dos Cânones Diocesanos, atualizando-os ao novo Cânone Nacional. Na sexta feira (16 de junho) tivemos ainda um momento de reflexão sobre a “Conjuntura Atual da Comunhão Anglicana”, conduzido pelo Prof. Dr. Joanildo Burity. Mas tanto trabalho e reflexão deu lugar à festa com o “Arraiá Diocesano”, na noite da mesma sexta feira, e que foi marcado por muita alegria e descontração.

O XXXII Concílio da DAR foi concluído, na manhã do domingo, 18 de junho, com a Solene Celebração Eucarística, presidida pelo Bispo Diocesano e com a participação do Clero e de grande número de leigos e leigas. Na celebração foi oficializado a Elevação de Status Canônico da Paróquia do Bom Samaritano, agora Catedral Anglicana do Bom Samaritano, e a instituição do Revdo. Gustavo Gilson como Deão da Catedral. No final da celebração foi descerrada a placa da nova Catedral Diocesana , na presença de todas as pessoas presentes, pelo Revmo. Bispo Diocesano, Dom João Câncio Peixoto, em companhia do Revmo. Deão Gustavo Gilson.

Visita Episcopal ao Rio Grande do Norte

Ocorreu no último dia 28/05 a visita pastoral do Revmo. Dom João Câncio Peixoto a Paróquia Anglicana em Natal-RN.

O bispo reuniu-se a tarde com a Junta Paroquial, o Ministro leigo João Paulo e os Reverendos Gecionny e Nazareno. A noite presidiu a Eucaristia, fez a homilia e realizou sete Confirmações e duas recepções.

Louvamos a Deus pelo ministério do nosso bispo e seu cuidado pastoral com os Anglicanos (as) potiguares.

Capela reabre para celebrações anglicanas

O Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho estará em Salvador, na Bahia, para reconsagrar a Capela do Cemitério Britânico (Cemitério dos Ingleses). A celebração acontece na Avenida 7 de Setembro, bairro Barra, nesta sexta-feira (9), a partir das 6h30 da tarde.
Para o Reverendo Bruno Almeida a reaproximação é um motivo para agradecer a Gracas a Deus, desde o primeiro momento que aconteceu o contato. “Fomos bem acolhidos, há um espaço de comunhão e interação entre as comunidades da São Jorge e Paróquia Anglicana, onde a gente inaugura um novo momento para a igreja na Bahia e para essa relação histórica”, comenta. 
Retrospectiva
A história dos anglicanos na Bahia está relacionada com o surgimento do Cemitério dos Ingleses. No começo do século 19, um grupo de imigrantes britânicos desembarcou na capital baiana. Eles estavam acompanhando a comitiva real do Monarca Dom João. Alguns fixaram residência nos bairros Vitória e Barra, e com o tempo conseguiram o direito de celebrar missas nos lares.
Em fevereiro de 1811, o Governador Conde dos Arcos autorizou a criação de um cemitério e capela no terreno que pertencia à Igreja de Santo Antônio da Barra, mas somente quatro anos depois houve a doação da área para que iniciassem a obra. Tudo foi finalizado em 1853, mesmo período que a Igreja de São Jorge foi inaugurada na Praça Campo Grande, região central da cidade.
Foi na década de 70 que ingleses e brasileiros começaram a participar juntos da Missão Anglicana Cristo Redentor. Por causa dos processos de urbanização, a comunidade se transferiu para o bairro Pituba. Em outubro de 76, a missão adota o nome de Paróquia Anglicana do Bom Pastor.
No ano de 1993, o cemitério foi tombado pelo Governo Estadual, passando por uma restauração em 2006. O rompimento da cooperação entre a Associação da Igreja de São Jorge e Cemitério Britânico e a Bom Pastor aconteceu no primeiro semestre de 2010. Meses depois, a paróquia se muda para o bairro Ribeira, mas continua acolhendo membros ingleses e apoiando movimentos de defesa dos direitos humanos.
Foto: Website Bahia Turismo
Texto: Capinan Jr, SRTE 3612 (BA)