Agenda

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Capela reabre para celebrações anglicanas

O Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho estará em Salvador, na Bahia, para reconsagrar a Capela do Cemitério Britânico (Cemitério dos Ingleses). A celebração acontece na Avenida 7 de Setembro, bairro Barra, nesta sexta-feira (9), a partir das 6h30 da tarde.
Para o Reverendo Bruno Almeida a reaproximação é um motivo para agradecer a Gracas a Deus, desde o primeiro momento que aconteceu o contato. “Fomos bem acolhidos, há um espaço de comunhão e interação entre as comunidades da São Jorge e Paróquia Anglicana, onde a gente inaugura um novo momento para a igreja na Bahia e para essa relação histórica”, comenta. 
Retrospectiva
A história dos anglicanos na Bahia está relacionada com o surgimento do Cemitério dos Ingleses. No começo do século 19, um grupo de imigrantes britânicos desembarcou na capital baiana. Eles estavam acompanhando a comitiva real do Monarca Dom João. Alguns fixaram residência nos bairros Vitória e Barra, e com o tempo conseguiram o direito de celebrar missas nos lares.
Em fevereiro de 1811, o Governador Conde dos Arcos autorizou a criação de um cemitério e capela no terreno que pertencia à Igreja de Santo Antônio da Barra, mas somente quatro anos depois houve a doação da área para que iniciassem a obra. Tudo foi finalizado em 1853, mesmo período que a Igreja de São Jorge foi inaugurada na Praça Campo Grande, região central da cidade.
Foi na década de 70 que ingleses e brasileiros começaram a participar juntos da Missão Anglicana Cristo Redentor. Por causa dos processos de urbanização, a comunidade se transferiu para o bairro Pituba. Em outubro de 76, a missão adota o nome de Paróquia Anglicana do Bom Pastor.
No ano de 1993, o cemitério foi tombado pelo Governo Estadual, passando por uma restauração em 2006. O rompimento da cooperação entre a Associação da Igreja de São Jorge e Cemitério Britânico e a Bom Pastor aconteceu no primeiro semestre de 2010. Meses depois, a paróquia se muda para o bairro Ribeira, mas continua acolhendo membros ingleses e apoiando movimentos de defesa dos direitos humanos.
Foto: Website Bahia Turismo
Texto: Capinan Jr, SRTE 3612 (BA)

Comments are closed.