Igreja Episcopal Anglicana do Brasil Elege a Primeira Bispa para Câmara Episcopal

Em particular desde os tempos do Segundo Testamento, a Santa Igreja Católica de Cristo tem sido caracterizada por três Ordens distintas de Ministérios Ordenados: Episcopado, Presbiterado e Diaconato.[…] A Comunhão Anglicana, em diversas províncias, admite igualmente a ordenação de mulheres para estas três ordens sagradas. Tem sido e é intenção e propósito desta Igreja, manter e continuar estas três ordens […] PREFAÇÃO DO ORDINAL DE SAGRAÇÃO DO LIVRO DE ORAÇÃO COMUM.

No dia 20 de janeiro de 2018 ficará marcado na história da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil como o Dia da Eleição da Primeira Bispa. O fato ocorreu na Segunda Sessão do Concílio da Diocese Anglicana da Amazônia (DAA) no qual elegeu no primeiro escrutínio a Reverenda Cônego Marinez R. Santos Bassotto. O processo de eleição na Igreja Episcopal ocorre com participação de delegações paroquiais do laicato e também do clero residente, possibilitando a escolha de pessoas cujo perfil venha agradar às pessoas que serão pastoreada pela bispa (o).

O Bispo João Câncio Peixoto fez o pronunciamento após a confirmação dos votos entre as duas pessoas candidatas: Reverenda Cônega Marinez (Diocese Meridional) e o Reverendíssimo Deão Silvio Freitas (Diocese Sul Ocidental).

A Bispa Eleita Marinez Bassotto é gaúcha, casada com o Sr Paulo Bassotto e mãe de duas filhas Luisa e Laura. Atualmente é Pároca da Paróquia São Paulo/Diocese Meridional, é a atual Custódia do Livro de Oração Comum, membro da Comissão Nacional de Diaconia (CND) e Coordenadora do Grupo Executivo para CONFELIDER 2018. A Reverenda Marinez foi deã por vários mandatos da Catedral Nacional da Santíssima Trindade, em Porto Alegre/RS.

Câmara Episcopal é composta pelos bispos diocesanos e pelos bispos coadjutores, no pleno exercício de seu ministério, e pelos bispos aposentados, sem direito de voto. Atualmente a Câmara é formado por 15 bispos homens, entre pessoas da ativa e aposentados.

O Bispo Primaz Dom Francisco de Assis da Silva que encontra-se em viagem pela África, declarou a Secretária Geral que “Certamente vivemos um momento especial de nossa Província com a eleição de nossa primeira bispa. Uma brisa que vem soprar sobre a Igreja e que certamente representa novos tempos e novo jeito de exercício deste ministério tão especial. A Diocese da Amazônia e a IEAB dão um passo decisivo na direção da equidade de gênero e por isso estamos muito felizes. Desde Gana elevo minhas orações pela nossa Província e pela bispa eleita Marinez e sua família. Agradeço ao Bispo João Peixoto pela direção abençoada desta sessão conciliar histórica”.

Fonte: sn.ieab.org.obr