Semanário da Diocese Anglicana do Recife

A 3ª edição do Semanário “O Bom Samaritano” está no ar. Iniciamos o mês do “Setembro Amarelo”, que estimula a prevenção do suicídio. Todas as comunidades da Diocese Anglicana do Recife são convidadas a aderirem a esta importante campanha, como parte do testemunho das pessoas cristãs. Também temos a mensagem pastoral apresentada pela Reverenda Lílian Linhares, da Missão São João Batista, de Caruaru (PE) e as leituras da semana de acordo com o lecionário do Livro de Oração Comum.

Semanário da Diocese Anglicana do Recife

Acaba de sair a 2ª edição do Semanário da Diocese Anglicana do Recife “O Bom Samaritano”. Confiram as leituras da semana, projeto da CETALC em parceria com o Seminário Anglicano de Estudos Teológicos e a mensagem pastoral do Bispo Filadelfo Oliveira. Que Deus abençoe a cada pessoa desta parte da Igreja de Cristo no Nordeste.

Calendário de Intercessões – Setembro

“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todas as pessoas”.   

(I Timóteo 2:1)

 

Setembro – Mês da Bíblia

No poder do Espírito Santo e em união com Cristo, oremos a DEUS Onipotente, que é para nós como PAI e MÃE de infinita misericórdia e de perfeito amor

 01 – Pela Comunhão Anglicana; Igreja Episcopal Anglicana do Brasil; Diocese Anglicana da Amazônia, Diocese Anglicana de Brasília, Diocese Anglicana do Recife e o Distrito Missionário Anglicano. Pelos Conselhos Diocesanos, Conselhos de Missão, pelas Juntas Paroquiais, Comissões de ministérios, Juntas de Examinadoras de Capelães, Paróquias, Pontos Missionários e Missões. Guarda e dirige, Senhor Deus da Vida, a tua Igreja no caminho da unidade e do serviço para que se multipliquem ações de graças sobre a terra.

02 – 15º Domingo depois de Pentecostes (Próprio 17, Tempo Comum 22) Deuteronômio 4:1-2, 6-9; Salmo 15; Tiago 1:17-27; Marcos 7:1-8, 14-15, 21-23

Mártires da Nova Guiné, 1942 – Presença do Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho na Paróquia Anglicana das Boas Novas (Caaporã -PB).

Oremos pelos Bispos da Comunhão Anglicana e da IEAB, especialmente pelo Bispo Primaz Dom Naudal Gomes, pelo diocesano Dom João Câncio Peixoto Filho. Pelo clero, ministério pastoral auxiliar, postulantes e por todo povo de Deus. Concede que participemos da herança de todos os teus santos e todas as tuas santas.

03 – Por todas as pessoas aniversariantes do mês, para que encontrem o verdadeiro sentido da vida e que no poder do Espírito Santo, tenham alegria, paz e saúde.

04 – Pelas finanças da Igreja, para que Deus abençoe e supra as necessidades materiais da Diocese e das comunidades, por fidelidade nas cotas diocesana. Por todas as pessoas que ofertam com alegria para que cresçam em nós o senso de responsabilidade cristã e a generosidade para a “contribuição regular”.

05 – Teresa de Calcutá, Madre e Liderança Profética, 1997 – Oremos ao Senhor por todas as pessoas famintas de pão e de justiça. Ajuda-nos Jesus, a servir nossos irmãos e irmãs que vivem e morrem pobres e com fome no mundo de hoje. Usa as nossas vidas, recursos e mãos estendidas em favor dessas vidas tão fragilizadas.

06 – Por todas as pessoas que confessam o Nome SENHOR, que sejam unidas na verdade e no amor e que vivam na plenitude do Evangelho para que a Glória de Jesus seja revelada ao mundo.

07 – Dia da Pátria – Pelo Brasil, por todas as pessoas que exercem autoridade. Pela coordenação nacional do Grito dos Excluídos, juntamente com as Pastorais Sociais e movimentos populares. SENHOR, Boníssimo Deus, nós te suplicamos pela paz e justiça em nosso país.

08 -Natividade da Bem-aventurada Virgem Maria – Pela diversidade do ministério feminino, por todas as mulheres em suas lutas, trabalhos, maternidades e direitos. A ti bondoso SENHOR, elevamos as nossas preces em favor das tuas filhas, principalmente, das que sofrem todo tipo de violência, para que renovem suas forças e com dignidade alcancem justiça e paz.

 09 – 16º Domingo depois de Pentecostes (Próprio 18, Tempo Comum 23) Isaías 35.4-7ª; Salmo 146; Tiago 2.1-10 [11-13] 14-17; Marcos 7. 24-37.

Constância e Mártires de Memphis, Mártires da Caridade, 1878 – Oremos por todas as pessoas que trabalham pela propagação do Evangelho de amor, paz, alegria e consolação.

10 – Pelo sábio uso das riquezas da Criação e pelo trabalho humano. Oremos ao Senhor, para que o mundo seja livre da extrema pobreza, fome e destruição.

11 – Por todas as pessoas abatidas e sem emprego, sem esperanças, enfermas, enlutadas e outras dificuldades, para que essas encontrem a luz nas trevas de suas aflições e renovem suas mentes e corações seguindo os caminhos recomendados por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvado.

12 – Pela ampliação da consciência e trabalho de todas as comunidades cristãs na promoção de uma economia a serviço da vida, sem exclusões, fortalecendo o diálogo de políticas justas.

13 – Oremos para que DEUS nos fortaleça e nos ajude a ampliar a consciência da ação urgente de preservação da nossa casa planetária.

14 – Santa Cruz – Fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus. Deus Onipotente, fortalece-nos com teu Santo Espírito e mostra-nos o caminho do verdadeiro amor, da reconciliação, do diálogo e do engajamento com a amorosa causa de Teu Filho, o nosso Senhor e Redentor, Jesus Cristo. 

15 – Cipriano, Bispo e Mártir de Cartago, 258 – Pelas visitas do Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho nas paróquias, missões e pontos missionários para que seja compartilhados a luz do Evangelho e o entusiasmo de servir ao Senhor com zelo e alegria.

16 – 17º Domingo de Pentecostes (Próprio 19, Tempo Comum 24) Isaías 50:4-9a; Salmo 116:1-9; Tiago 3:1-12; Marcos 8:27-38.

Ninian, Bispo e Missionário na Escócia, 432 –  Edward Bouverie Pusey, Sacerdote e Reformados, Líder do Movimento de Oxford, 1882 – Presença do Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho na Missão Anglicana da Liberdade (Jaboatão dos Guararapes – PE).

Oremos por todas as pessoas que promovem a paz e a justiça no mundo, que possam com sabedoria, assegurar os direitos humanos, cultivando a esperança e amor, partilhando as experiências e apoio na caminhada.

17 – Hildegarda de Bingen, Madre, Mística e Mestra na Fé, 1170 – Pelas necessidades desse mundo tão carente e destituído de verdade e de justiça, contaminado pela corrupção, acentuando a fome e a miséria. Ajuda-nos Senhor a lutar contra esses males.

18 – Pela paz no mundo, a fim de que a partilha, o respeito e a caridade cresçam entre as nações.

19 – Teodoro de Tarso, Arcebispo de Cantuária, 690- Oremos pelas relações humanas, cada dia mais fragilizada pelos sistemas desse mundo, para que possamos viver segundo as recomendações de Jesus Cristo.

20 –  John Coleridge Patteson, Bispo da Melanésia e seus Companheiros, Mártires, 1871- Oremos pela Igreja Una, Católica e Apostólica de Cristo, espalhada no mundo. Ajuda-nos, boníssimo SENHOR, a proclamar o teu Evangelho de infinito amor.

21 – São Mateus, Apóstolo e Evangelista – Pela crise global, para que as soluções encontradas sejam realmente estruturais em todas as áreas: econômica, social, política e cultural. Ó Senhor de infinita misericórdia, a ti clamamos para que os reinos deste mundo se convertam à proposta singular do Teu Reino.

22 – Presença do Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho na Missão Anglicana Cristo Rei – (Alagoinha – BA). Oremos pela preciosa vida do Bispo diocesano, por seu ministério, suas viagens e por sua família.

23 – 18º Domingo depois de Pentecostes (Próprio 20, Tempo Comum 25) Sabedoria 1:16-2:1, 12-22 ou Jeremias 11:18-20; Salmo 54; Tiago 3:13-4:3, 7-8a; Marcos 9:30-37.

Presença do Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho na Missão Anglicana da Ressurreição do Senhor (Feira de Santana – BA) – Oremos ao Senhor para que sejamos pessoas firmes na fé e no fiel testemunho de sua infinita misericórdia.

24- Pelas igrejas que se unem no compromisso ecumênico de afirmar a vida, com a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE) fortalecendo os grupos populares empenhados nas lutas por transformações políticas, econômicas e sociais. Na ocasião, o Bispo Diocesano João Câncio Peixoto Filho, marca presença na reunião (24 e 25).

25 –  Lancelot Andrewes, Bispo de Winchester, 1626 – Pela unidade da Igreja, para que possa descobrir e pôr em prática os dons recebidos da Trindade Santa.

26 – Pela educação básica e de qualidade para todas as pessoas e pela erradicação da miséria, da fome e da extrema pobreza no mundo. Senhor tem misericórdia do teu povo!

27 – Vicente de Paulo, Sacerdote e Missionário, 1660 – Pelo senso missionário da Igreja para que se multipliquem ações solidárias fundamentadas na firme mensagem do Evangelho de Jesus Cristo.

28 – Oremos para que cresça os gestos de carinho, solidariedade e o respeito pelas pessoas na sua diferença.

29 –  Arcanjo Miguel e Todos os Anjos – Pela consciência solidária mundo para que possamos descobrir formas mais justas de partilhar os nossos bens, os bens da terra, lutando contra a exploração, ambição e falta de caridade e que possamos viver na abundancia das misericórdias do Altíssimo, descobrindo a alegria da comunhão.

30 – 19º Domingo depois de Pentecostes (Próprio 21, Tempo Comum 26) Números 11:4-6, 10-16, 24-29; Salmo 19:7-14; Tiago 5:13-20; Marcos 9:38-50 (Próprio 21, Tempo Comum 26)

Jerônimo, Sacerdote e Monge em Belém, 420, modelo e patrono dos estudos bíblicos – Oremos para que haja mais comprometimento e aprofundamento nos estudos bíblicos, para que desabroche um novo olhar e entendimento, que nos inspire na jornada rompendo com todo tipo de hipocrisia, opressão, falsidade e corrupção. Ó doce Espirito Santo, abre o nosso entendimento e renova nossa esperança.

 

Ser anglicano (a) é Estar disposto(a) a celebrar a unidade na diversidade.

Projeto “Consolidando a Identidade Anglicana no Nordeste do Brasil” tem início

Aconteceu na manhã do sábado (25 de agosto), na Paróquia Anglicana Jesus de Nazaré, situada na R. São Miguel, 15 – Carmo – Olinda/PE, o primeiro módulo do projeto “Consolidando a Identidade Anglicana no Nordeste do Brasil”, com o tema “Anglicanismo: História e Identidade”. O módulo foi ministrado pelo Revdo. Eduardo Henrique.

O projeto conta com seis (06) módulos: “Anglicanismo: História e Identidade”, “Anglicanismo no Brasil: a História da IEAB”, “Anglicanismo: identidade, missão e serviço”, “Missão e responsabilidade sócio-política na realidade brasileira atual”, “Missão, cultura e questões étnico-raciais” e “Missão, gênero e sexualidade”. Os módulos serão gravados e posteriormente disponibilizados para a formação continuada do clero e lideranças leigas.

O projeto “Consolidando a Identidade Anglicana no Nordeste do Brasil”, é financiado pela CETALC (Comisión de Educación Teológica para a América Latina y el Caribe) e promovido pelo SAET (Seminário Anglicano de Estudos Teológicos – CET/D.A.R.).

Visita Episcopal à Caruaru

A Missão Anglicana São João Batista e a Missão Anglicana Semente de Mostarda, receberam hoje (19/08) a visita do Revmo. Bispo Dom João C. Peixoto Filho.
Na Celebração, tivemos o Batismo de Raiana Bispo do Nascimento, e as Confirmações de Josenilma Soares da Silva e Maria Vilani Figueira de Melo.

Na sua reflexão a partir dos textos do dia, o Dom João nos chamou a atenção para responsabilidade da Missão, fortalecendo o compromisso com a Igreja e com a missão de proclamar o Evangelho.

Ame a Deus, ame ao seu vizinho, transforme o mundo

A Catedral Anglicana do Bom Samaritano está de cara nova. Ao longo do gradil se encontram alguns banners com mensagens para as pessoas que passam na rua e nas calçadas. Também foram colocados dois banners informando os horários das Celebrações Eucarísticas, um para a Rua José Maria de Miranda e outro para a Rua José Aderval Chaves.

Com a sua entrada voltada para a esquina, suas formas triangulares, seus azulejos e cobogós, sempre remetendo à Santíssima Trindade, a disposição da Catedral revela-se um ponto de encontro para todas as pessoas que aqui chegam com as suas diversas origens, classes, cores, ideologias, gêneros e orientações sexuais.

Ame a Deus, ame ao seu vizinho, transforme o mundo. A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil lhe dá as boas vindas.

Igreja em Missão

No último sábado (04/08), o Arcediago do Oeste de Pernambuco, Revdo. Claudio Linhares, visitou a Comunidade Anglicana São Francisco de Assis, em Lajedo/PE, aonde celebrou a eucaristia e o rito da bênção da saúde. Na ocasião, rendemos graças pelo aniversário do Revdo. Ivaldo (28/7) e de sua esposa, Silvana (3/8).

Cine Debate na Paróquia Anglicana Jesus de Nazaré

Aconteceu na tarde do sábado (28/07) o cine debate com o filme “Orações para Bobby”, na Paróquia Anglicana Jesus de Nazaré. O cine debate contou com a participação de várias pessoas que conjuntamente debateram e conversaram sobre qual a importância da Igreja como ferramenta de combate à lgbtfobia. O momento foi uma promoção da equipe da Juventude Anglicana da Paróquia Anglicana Jesus de Nazaré.

Missão aos Marítimos

THE MISSION TO SEAFARERS A Missão aos Marítimos é uma sociedade missionária da Comunhão Anglicana que oferece ajuda e apoio aos marinheiros mercantes. A MISSÃO presta seus serviços através dos capelães designados para os portos em mais de 50 países. Nos navios e nos locais onde existem os centros de apoio, os capelães trabalham com aconselhamento sobre a situação dos marítimos e seus problemas pessoais, oferece ajuda em emergências, além de assistência social e de atendimento espiritual.

Revmo. Filadelfo Oliveira

A Missão aos Marítimos atua em mais de 250 centros (portos) em todo o mundo, fornecendo serviços de comunicação, lojas, serviços de transportes e publica um resumo de notícias bimensal para os marítimos, através do jornal The Sea. Em mais de 120 desses portos, a Missão possui centros de vivencia, conhecidos como Flying Angel Centers, ou Flying Angel Clubs – que oferecem instalações de comunicação e áreas de descanso e relaxamento, e em alguns casos, acomodações.

A Missão aos Marítimos tem suas raízes no trabalho do Rev. John Ashley da Church of England, que em 1835 estava na praia de Clevedon com seu filho, que lhe perguntou como as pessoas em navios no Canal de Bristol poderiam ir à igreja. Reconhecendo as necessidades dos marítimos dos quatrocentos navios à vela no Canal de Bristol, ele criou a Missão do Canal de Bristol.

O Rev. John levantou fundos, e em 1839, e foi construído um navio especialmente projetado para a missão chamado EIRENE. Nele havia uma cabine principal que poderia ser convertida em uma capela para 100 pessoas. O NAVIO EIRENE – BRISTOL 1856 O trabalho do Rev. John Ashley inspirou ministérios semelhantes no Reino Unido, e em 1856 foi decidido que esses grupos deveriam ser formalmente organizados sob o nome de A Missão aos Marinheiros na Superfície, em Casa e no Exterior.

Em 1858, esse nome foi mudado para The Mission to Seamens, hoje, THE MISSION TO SEAFARERS e a organização adotou seu logo Flying Angel, ainda em uso até hoje. THE MISSION TO SEAFARERS À medida que a navegação passava dos métodos de vela para vapor, tornavam-se necessários locais para atendimento aos marítimos, pois agora os navios poderiam atracar no cais porque não precisavam ficar fundeados no mar à espera de um vento favorável. Em resposta, a Missão abriu gradualmente centros para que pudessem receber bebidas leves, salas de leitura e jogos, boa acomodação barata e uma capela.

Rev. Ian Cervantes e Revmo. Filadelfo Oliveira

A Missão agora opera mais de 250 centros (portos) no mundo. No porto de SUAPE, temos atendido os marítimos, no que diz respeito ao transporte até centros de compras, ou casa de câmbio, alem de aconselhamento espiritual e realizando celebração a bordo como aconteceu recentemente, além de ministração de bênção nas diversas dependências do Navio, bem como aos marítimos a bordo.